quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Água com Sal - Parte 1

Eu, como sempre, estava atrasada. Você já tinha me ligado duas vezes e avisado que se tivesse a terceira iria para casa. Dei risada, pedindo para você se acalmar, mas quem estava nervosa mesmo era eu. E se nada desse certo? Eu não tinha ido longe demais te mandando um oi simples, como quem não quer nada, e logo após ter te chamado para um jantar?
Eu tentava me convencer que não, torcendo ao mesmo tempo para que aquele táxi acertasse o caminho. A gente se conhecia há tanto tempo... Afinal, por que a gente havia parado de se falar?
Finalmente cheguei ao restaurante e você estava lá, com o olhar ao longe. Pensei em ficar te olhando mais um pouco. Mas, talvez, você tivesse pensado nisso antes, pois nossos olhares já tinham se encontrado. Enquanto eu andava, sabia que você continuava me olhando. Droga, como eu estava nervosa!
- Oi atrasadinha!
- Oi. Sério, me desculpa! Peguei um táxi achando que chegaria mais rápido, mas não foi isso o que aconteceu.
- Percebi.
E então você soltou aquela risada. Aquela que sempre fez com que eu me sentisse bem. Jantamos enquanto conversávamos sobre o nosso trabalho atual, as músicas que estávamos ouvindo e lembrávamos da última viagem que fizemos. Opa, assunto errado. Foi logo após ela que paramos de nos falar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário